Benjamin Gunawan Yonas: Diálogo com um engenheiro adventista na Indonésia

Benjamin Gunawan Yonas, também conhecido como Yo Bu Gwan, é engenheiro e empreiteiro. Nasceu em Bandung, Indonésia, e cursou a faculdade de Engenharia Civil na maior universidade católica desse país.

Benjamin é ativo em sua congregação local e auxilia a Igreja Adventista do Sétimo Dia na Indonésia. Já serviu como líder de jovens adventistas, diretor da escola sabatina e ancião de igreja. Também colaborou como membro da mesa executiva da associação local e do conselho da escola secundária. Atualmente, é membro do conselho do Hospital Adventista de Bandung.

Sr. Benjamin, conte-nos sobre sua família e como se uniu à Igreja Adventista.

Cresci numa família não-religiosa. Meu pai é um livre pensador e minha mãe é seguidora de Confúcio. Dos seis filhos da nossa família, fui o único que freqüentei a escola secundária adventista, por dois anos e meio. Ali aprendi sobre a Bíblia e as doutrinas da Igreja Adventista. Fiquei particularmente comovido durante uma semana de oração. Apesar de estar convencido da verdade, não estava preparado para me tornar adventista. Deixei a escola sem ser batizado. Porém, quando passei por um problema pessoal doloroso, um ex-colega de classe adventista me consolou e me convidou a visitar a Igreja Adventista chinesa. O pastor orou por mim, e comecei a freqüentar regularmente essa igreja. Em 1982, o pastor que conduzia a semana de oração estava realizando uma série de reuniões evangelísticas. Fui a todas as reuniões e, no final, fui batizado – talvez não se lembre agora, mas pelo senhor mesmo. Posteriormente, casei com uma adorável jovem adventista, Juniar Jacob, e Deus me abençoou com dois filhos. Desde então, temos desfrutamos as bênçãos divinas a cada momento de nossa vida.

O senhor se formou em uma universidade católica muito conhecida. Teve algum problema com o sábado durante seus estudos ali?

Sim, muitas aulas e exames eram marcados para os sábados. Foi um tempo muito difícil. A Universidade Parahiangan tem sete mil estudantes, dentre eles dois mil são novatos, e por isso a instituição tem um horário rigoroso e inflexível. Necessitava de sabedoria para escolher as disciplinas que não acarretassem problemas de sábado. Por essa razão, tive até de cursar disciplinas do primeiro ano no meu quinto ano da faculdade. Certa vez, solicitei ao pastor adventista uma carta especial para tentar resolver essas dificuldades com o sábado, mas isso trouxe mais problemas. O coordenador do curso de Engenharia rejeitou por escrito minha solicitação, e enviou cópias de sua carta para todos os professores. Como resultado, alguns deles recusaram dar os exames especiais.

O que o fez permanecer firme em suas convicções apesar dos desafios enfrentados com a observância do sábado?

Talvez três fatores: meus amigos cristãos que enfrentaram a mesma situação; minha decisão de ser fiel a Deus; e o apoio recebido dos membros da Associação de Estudantes Adventistas de Bandung (IMAB). Como recém-batizado, os escritos de Ellen G. White também me encorajaram muito a permanecer fiel ao Senhor. Deus me deu o poder para fazer Sua vontade. Com as bênçãos divinas, o programa de dez semestres da faculdade pôde ser concluído em 12 semestres. Terminei mais rápido que pensava, considerando tantos problemas que tive com o sábado.

Poderia contar-nos um pouco sobre a história do IMAB e os benefícios de associações de estudantes universitários adventistas?

O IMAB foi fundado em 1979, e tive o privilégio de servir como presidente da associação por dois anos. Seu principal objetivo era promover o companheirismo e a comunhão entre os estudantes adventistas, intervir nos problemas com o sábado e contribuir positivamente com a igreja e a comunidade.

O IMAB nos ajudou, também, em várias outras atividades. Aprendemos a encorajar e servir uns aos outros. Nosso grupo de estudo bíblico foi importante para o nosso crescimento espiritual, e nos preparou para testemunhar de nossa fé. Aprendemos a trabalhar juntos e a desenvolver habilidades de liderança. Na igreja, envolvemo-nos em muitos projetos comunitários como abertura de poços, construção de banheiros e fundação de cooperativas de negócios para prestar auxílio financeiro. Também colocamos os livros de Ellen White em várias bibliotecas de faculdades e universidades, para que outros aprendam sobre nossa fé. Esses projetos nos ajudam a crescer social, espiritual e intelectualmente, e projetar uma imagem positiva dos cristãos em geral e, em particular, dos adventistas.

Sendo o único adventista em sua família, como o senhor se relaciona com os outros membros?

Procuro ajudar os membros de minha família a compreender as verdades do evangelho, a crer no que creio e a unir-se à Igreja Adventista. Eles me respeitam e buscam meu conselho sobre problemas que enfrentam. Estou feliz que meus pais, irmãos e irmãs visitaram nossa igreja, mas é necessário continuar trabalhando em favor deles. Com a graça de Deus, minha avó será batizada agora.

Fale-nos sobre o seu trabalho...

Deus me abençoou em minhas várias atividades profissionais. Temos negócios de consultoria em construção e edificações, e possuímos uma gráfica e três escolas de música. Temos, também, uma imobiliária para administrar apartamentos em dois edifícios em Bandung.

Qual é o maior desafio no seu trabalho? O senhor tem oportunidade de testemunhar no meio profissional?

Sempre enfrento problemas com o sábado. É um desafio cumprir os prazos sem trabalhar aos sábados. Temos de convencer os clientes que alcançaremos os objetivos sem transgredir o sábado. Freqüentemente me perguntam por que não faço negócios no sábado, e isso me dá oportunidade de testemunhar de minha fé.

O senhor usa seus talentos para apoiar nossa igreja na Indonésia?

Deus nos deu a oportunidade de ajudar em várias construções do Hospital Adventista de Bandung. Também construímos várias escolas adventistas, uma associação, um dormitório feminino de uma universidade adventista, o Hospital Adventista de Manado e outros empreendimentos. Tive o privilégio de fazer os projetos de várias igrejas adventistas e ajudar nos cálculos para torná-los mais econômicos.

O senhor parece ser bastante ocupado. Como mantém o equilíbrio entre profissão, família e igreja?

É difícil controlar o tempo, mas agradeço a Deus pelo sábado. Também aprendi a delegar tarefas a outras pessoas. Tomo tempo para exercícios físicos regularmente, e tiro férias com a família durante as festas de fim de ano.

O senhor conhece a revista Diálogo, na qual será publicada esta entrevista?

Sim, conheci a Diálogo quando era estudante universitário e achei-a muito interessante e inspiradora, pois atende às necessidades dos estudantes adventistas. Esperamos que sua distribuição continue e seja expandida.

Que conselho daria aos estudantes adventistas que freqüentam faculdades e universidades seculares?

Unir-se à associação local de universitários adventistas. Se não existe nenhuma, estabeleça uma. Isso lhe ajudará a permanecer fiel, crescer espiritualmente e servir a outros. Como membro do IMAB, ajudamos na fundação de várias associações de estudantes em outras cidades, e organizamos um encontro de universitários adventistas para toda a ilha de Java.

Algum conselho para os líderes adventistas?

Nossa igreja ficará mais forte se apoiarmos milhares de adventistas que freqüentam as universidades públicas. Muitas vezes, eles têm de mudar-se para longe de suas igrejas para estudar e, conseqüentemente, tornam-se quase invisíveis nos novos locais que residem. Façam um esforço para localizá-los e ouvir os desafios que enfrentam. Nomeiem um capelão para eles. Se dermos atenção a esses estudantes, serão fiéis e tornar-se-ão testemunhas para a igreja nos campi seculares. Posteriormente, serão os bons líderes que necessitamos na igreja e na comunidade.

Jonathan Kuntaraf (D.Min., Universidade Andrews) é Diretor do Departamento de Escola Sabatina e Ministério Pessoal da Associação Geral dos Adventistas do Sétimo Dia, em Silver Springs, Maryland. Seu e-mail é: kuntarafj@gc.adventist.org

O e-mail do Sr. Benjamin Gunawan Yonas é: bg_yonas@telkom.net. Ele possui dois sites: www.bandungvaluestay.com e www.allegria-music.com.